Facebook

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O Dharma e a Astrologia


Na filosofia oriental o significado da palavra Dharma é dever. Trata-se dos deveres de todo ser humano, deveres diferentes para cada indivíduo, de acordo com o grau de nossa evolução.

Cada um de nós temos um dever enquanto estivermos encarnados. Resta saber se iremos conseguir cumpri-lo. Identificá-lo talvez seja uma tarefa árdua, visto que estamos à mercê do julgamento, da moral, do discernimento daqueles que nos criam, da sociedade etc.

Delicado é tratarmos da moral; afinal, ao contrário do que a maioria pensa, a moral não é uma só para todos. Ela irá variar segundo o dever de cada um.

É preciso termos a mente aberta para compreendermos que aquilo que é certo para um pode ser totalmente inadequado para outros. Aqui deveria estar fundamentado o princípio do respeito ao próximo. É na compreensão das diferenças, que reside o verdadeiro amor ao próximo.

Não há nada absoluto neste Universo. Tudo deve ser avaliado sempre levando-se em consideração os deveres de cada indivíduo. “Mais vale o próprio Dharma, ainda que desprovido de méritos, que o Dharma de outro perfeitamente cumprido. Mais vale a morte que sobrevem ao cumprir-se o próprio Dharma, pois o Dharma de outro está cheio de perigos” (“Dharma”- Annie Besant, citação do maior dos Mestres).

Se olharmos à nossa volta, claro está a importância de cada um assumir o seu papel.

Infelizmente é grande o número de pessoas que vivem nas sombras de outras. Vivem vidas que não as suas, por medo de se conhecerem, por se acharem pouco importantes, por medo de se rebelarem. Estas talvez não se dêem conta que não estão vivendo, apenas enfeitam este planeta, já bastante povoado, desperdiçando uma encarnação.

Uma árvore jamais será uma montanha, não cabe à água assumir o lugar da terra, e assim por diante. Do contrário a natureza não seria equilibrada, harmoniosa em seu funcionamento, o que aliás está se descaracterizando pela intervenção absurda do homem. Quanto mais houver desmatamentos, por exemplo, maior será o prejuízo para o nosso Planeta. Mas isso ocorre não porque as árvores estão querendo entrar em greve e não mais assumir o seu papel, mas pela intervenção direta e ilegal do homem, que destrói sem imaginar ou sem querer enxergar as reais conseqüências da sua atuação predadora.

Imagine então uma jovem que anseia por ser professora, pois ela sente amor em ensinar, em se dedicar as crianças. Mas seus pais, indignados com tal decisão, conseguem dissuadi-la desta idéia, e a convencem a abraçar uma outra carreira. Qual será o prejuízo? difícil dizer. Mas uma coisa é certa: esta jovem terá abafado todo o amor que poderia ter dedicado às crianças. Se esse era o seu dever, como passará o resto da vida sendo o que não deveria ser ?

Todo trabalho é importante, desde que esteja sendo executado pela pessoa certa. Quando nos permitimos fazer o que o nosso coração manda, quando seguimos o nosso instinto e abraçamos o nosso dever, não há como “pecarmos”. A realização será plena, o amor floresce, a paz se instala.

A nossa maior obrigação é aceitar as pessoas como elas são, afinal elas representam o resultado do seu próprio passado.

O Dever sugere que todos temos de “agir” - ação e inação – e como, onde, quando agir.

Quando aceitar, quando negar nossas atitudes. Somos conscientes de todas as atitudes - como um general que arquiteta cada avanço de seu exército em uma guerra, temos que ter o máximo de consciência da nossa potencialidade para avançarmos em nossa vida.

A Astrologia favorece o conhecimento das armas de que dispomos para enfrentar a nossa “guerra” pessoal - a vida.

O planeta que retrata o nosso dever no mapa astrológico é o Saturno - a casa em que ele está sugere profissões que automaticamente nos levam ao cumprimento de nosso dever. Muitas vezes não trabalhamos com as profissões que vem do Saturno por elas indicarem sempre um caminho mais árduo, que requer maior elaboração (dever). Mas a vida, de uma maneira ou de outra (trânsitos de Saturno), acaba fazendo com que desenvolvamos a nossa obrigação, seja de forma profissional, seja através de um hobby.

Saturno é o planeta que representa o limite entre o mundo invisível e o visível. A Casa Astrológica em que ele cai no Mapa de Nascimento traz o senso de responsabilidade. O entanto esse senso desenvolvido para si mesmo não funciona, pois temos uma limitação interna e uma facilidade externa. Por isso essa profissão indicada por Saturno, é aplicada em nosso mundo externo:

Saturno na casa 1
“Eu sou aquele que representa os outros”. Dou personalidade para os outros porque não tenho a menor idéia de quem eu sou. Quanto mais eu represento o outro, mais eu tenho consciência de quem eu sou. Nesta posição a lição é a valorização de si mesmo.
Possíveis profissões:
Ator. Representante comercial (vendedor dos melhores porque são sinceros). Vereador e deputado porque são representantes de uma classe social. Embaixador. Cônsul (facilidade de não se colocar pessoalmente). Comércio de franquias. Psicológo porque tem a capacidade de perceber a individualidade do outro. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 2
“Eu não faço idéia de quanto dinheiro eu tenho. Eu não sei o quanto de amor eu sinto”. Eu não sei dar valor as coisas, por isso eu sei cuidar dos bens do outros. Valorizando as posses alheias será mais fácil lidar com aquilo que me pertence. Nesta posição a lição é valorizar a matéria.
Possíveis profissões:
Manipulador de remédio. Diretor comercial (administra o bem dos outros). Gerente de Vendas. Economista. Qualquer área comercial e financeira. Administrador de fazenda. Área têxtil, costura, escultor, cozinheira porque todas essas “fazem com as mãos”, natural da casa dois que é ocupada pelo signo de Touro. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 3
“Eu não sei o quanto eu tenho de conhecimento. Eu não sei aprender”. Por isso eu sei ensinar, sei dar possibilidade a experiência do outro. Nesta posição a lição é pesquisar selecionar e ensinar.
Possíveis profissões:
Professor. Revisor de texto. Jornalista (vende informação, venda é assunto natural dessa casa). Comunicação (principalmente o que ensina para os outros). Pesquisador em todas as áreas. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 4
“Eu não percebo a minha família, por isso tenho muitos problemas em casa. Eu tenho minha imaginação muito restrita”. Mais eu percebo as origens dos outros; o desenvolvimento dos outros. Nesta posição a lição é educar, desenvolver e construir.
Possíveis profissões:
Arquiteto. Engenheiro Civil. Corretor de imóveis. Advogado de família. Educador mais na linha pedagógica. Proprietário de imobiliária. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 5
“Eu não sei me expressar, sou muito tímido, falta iniciativa e vontade. Não sei deixar minha marca no mundo. É difícil educar meu próprio filho”. Mais eu sei dar a expressão para os outros, sei educar o filho dos outros. Nesta posição a lição é criar, expressar, divertir e educar.
Possíveis profissões:
Gerente de produto porque sabe dar vida para as coisas, neste caso, sabe dar vida ao produto. Psicólogo. Professor de arte. Advogado tributarista. Publicidade. Marketing. Trabalhar com tudo que tem a ver com lazer e cultura: hotelaria, festas, teatro, turismo, restaurante. Palhaço, porque dá divertimento para o outro sendo ele mesmo triste. Professor de educação física, de dança, balete, natação, karate. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 6
“Eu não sei perceber o meu aprimoramento porque sempre estou insatisfeito com trabalho, sempre sou muito sério em relação a ele (o trabalho está ligado a aprimorar algo) e me descuido da saúde”. Mais sei organizar, ordenar e cuidar do outro. Nesta posição a lição é aperfeiçoar as coisas.
Possíveis profissões:
Médico. Enfermeiro. Profissional de saúde. Arquivista. Mecânico porque conserta o carro do outro, mas não sabe consertar o seu. Profissional de treinamento. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 7
“Eu não sei me relacionar. Difícil em me associar, eu tenho dificuldade em ver em uma relação”. Mais sou o melhor conselheiro sentimental que existe. Caso os outros. Nesta posição a lição é julgar pois aponta tudo o que é injusto.
Possíveis profissões:
Psicólogo. Crítico de arte. Agente matrimonial. Juíz de direito. Auditor. Avaliador em recursos humanos. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 8
“Eu tenho dificuldade para tomar decisões, minha vida é bem confusa. Não consigo administrar meu próprio tempo; sempre digo: não tenho tempo para nada”. Mais na verdade eu tenho o senso e o critério do tempo. Sei quando as coisas começam e que tem de terminar. Nesta posição a lição é transformar e administrar o tempo do outro.
Possíveis profissões:
Profissões que colocam tudo em ordem; organização. Saneamento básico. Hidelétrica. Dar rotina no trabalho. Engenheiro Eletrônico porque projeta algo no tempo. Escritor porque tem facilidade em contar uma história. Psicólogo que coloca a pessoa no tempo dela, no seu ciclo. Jornalista que também tem a noção dos ciclos do tempo. Cirurgião porque tem de ser frio. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 9
“Eu não consigo planejar nada para minha vida. Não acredito em nada, duvido da fé”. Mais sei dar direção para o outro. Sei dar a fé. Sei fazer com que o outro acredite em alguma coisa. Nesta posição a lição é planejar. Planejar é idealizar alguma coisa, pode dar certo ou não.
Possíveis profissões:
Marketing porque planeja estratégias. Antropologia. Comércio exterior. Publicitário. Fotógrafo porque fotografa a realidade para provar que existe. Cientista. Filósofo. Toda profissão que orienta os outros. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 10
“Eu tenho de ter função social do profissionalismo, vivo para o trabalho. Não consigo administrar minha própria empresa, tenho o sonho de “mandar” mais para isso tenho de aprender primeiro a obedecer”. Mais sei administrar a empresa alheia. Nesta posição a lição é realizar e dar estrutura para as coisas.
Possíveis profissões:
Administrador de empresa. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 11
“Eu não me sinto livre, não percebo minha independência. Me sinto fora do mundo”. Por isso dou a liberdade para os outros. Sou o líder verdadeiro. Nesta posição a lição é libertar.
Possíveis profissões:
Astrólogo. Matemático. Físico. Psicólogo. Tudo que envolve a lógica. Informática. Administrador porque reestrutura a rotina de trabalho. Músico. Geometria. Filosofia. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Saturno na casa 12
“Eu não vejo sentido na minha vida; não vejo sentido nas coisas. Me sinto totalmente fora do mundo”. Mais eu sei dar sentido a vida dos outros. Nesta posição a lição é orientar. A casa doze é muito abstrata; essencialmente não tem profissão, mais tem a possibilidade de orientar os outros. Ligada ao drama humano.
Possíveis profissões:
Profissões ligadas a espiritualidade: padres, freiras, monge budista. Psiquiatra, porque suporta a loucura do outro). Carcereiro. Filósofo. Artista. Médico. Psicólogo. Seguindo esta linha de raciocínio outras profissões se encaixam aqui.

Ely da Costa Varella

2 comentários:

  1. Para o saturno na 1, não tem lição....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi anônimo. A maior dificuldade do Saturno na casa um é ser vc mesmo. buscar a sua essência e viver segundo ela...

      Excluir

Fases da Lua

CURRENT MOON

Lua Fora de Curso

A Lua fora de Curso se dá quando ela transita por um signo e não faz mais nenhum aspecto (ângulo de zero, sessenta, noventa, cento e vinte e cento e oitenta graus) enquanto está naquele signo. É como se a Lua estivesse incomunicável. O fato de não fazer aspectos indica que aquele assunto não terá sustentação ou vai ocorrer de forma imprevisível.

Neste momento o bom é dar continuidade ao que já se conhece, que já está implantado. Você não vai perceber o efeito desta Lua em casa ou no trabalho fazendo suas atividades do dia-a-dia.

Sabe aquela meditação que nunca arranjamos tempo para fazer ou exercícios de relaxamento que na verdade nunca desligamos totalmente? E aquela massagem que sabemos que merecemos, mas nos falta tempo para nos permitir? Então, essa é a hora certa se praticar tais atividades introspectivas.

E o que não fazer no período desta Lua? Bem aqui vai uma pequena lista:

-Marcar vôos para viagens longas, se você tiver objetivos em outro país (sobretudo de longo prazo).

-Mudar-se de casa.

-Começar qualquer atividade que pretenda ter efeitos a longo prazo.

-Submeter-se a cirurgias.

-Realizar matrículas em cursos.

-Inaugurar empreendimentos (nada de estréia de peça de teatro, exposição, lançamento de livro, etc.)

-Marcar reuniões inaugurais importantes para este período.

-Ter o primeiro encontro para sair com alguém em quem você esteja interessado.

-Marcar consulta com um médico que você ainda não conhece

Tabela da Lua fora de curso para Outubro de 2016

Signo onde a Lua fora de curso está
Dia e horário de início da LFC
Dia e horário do final da LFC

  • 02h44 até 16h44 do dia 02, em Escorpião
  • 22h05 do dia 04 até 05h27 do dia 05, em Sagitário
  • 03h27 até 17h41 do dia 07, em Capricórnio
  • 13h52 do dia 09 até 03h34 do dia 10, em Aquário
  • 20h05 do dia 11 até 09h44 do dia 12, em Peixes
  • 04h14 até 12h09 do dia 14, em Áries
  • 02h24 até 13h05 do dia 16, em Touro
  • 12h47 do dia 17 até 12h31 do dia 18, em Gêmeos
  • 09h18 até 13h29 do dia 20, em Câncer
  • 17h15 até 17h35 do dia 22, em Leão
  • 10h22 do dia 24 até 01h17 do dia 25, em Virgem
  • 16h34 do dia 26 até 11h52 do dia 27, em Libra
  • 08h11 do dia 29 até 00h02 do dia 30, em Escorpião

Os horários correspondem ao horário de Brasília de 3 horas a menos em relação a Greenwich. Para outras localidades, é necessário somar ou subtrair horas, de acordo com o fuso horário.


"O horóscopo de nascimento só pode ser corretamente interpretado por homens e mulheres de sabedoria intuitiva; e destes há poucos" (Paramahansa Yogananda)

"Ainda que os planetas rejam os destinos terrestres, não deveria ser esquecido que Deus os controla. Entregando-nos a Ele, os efeitos planetários são suavizados e algumas vezes mudados. Quando a graça de Deus desce, os efeitos planetários são muito fracos" (primeiro filósofo da Índia: Satguru Keshavedas)



Os Aspectos

Os aspectos podem ser divididos em duas categorias: harmônicos e fluentes, ou dinâmicos e desafiadores, como bem os definiu Stephen Arroyo. Aqui apenas vou citar os principais:

Na primeira categoria, a dos aspectos harmônicos e fluentes estão algumas:

Conjunções
:

este aspecto tem uma distância de zero graus entre os planetas envolvidos. Sua influência positiva ou negativa, varia de acordo com os planetas envolvidos. É considerado o mais importante na astrologia, pois representa a junção de duas fortes energias.

O sêxtil:
a distância entre os planetas envolvidos é de sessenta graus. Considerado um aspecto fácil, pode nem sempre ser aproveitado pelo indivíduo. Ele é sempre uma saída para aliviar a tensão provocada por aspectos difíceis.

O trígono:
este mantém uma distância de cento e vinte graus entre os planetas envolvidos. É o mais fácil de todos os aspectos. Pode indicar um talento fácil de ser expressado. Porém ele pode provocar excessos que podem ser distorcidos devido à cooperação entre os planetas envolvidos.

Na segunda categoria, de aspectos dinâmicos e desafiadores, além de termos novamente algumas conjunções temos:


A quadratura:
este aspecto assinala noventa graus a distância entre os planetas. Este é o aspecto mais difícil, pois acaba trazendo sempre frustrações. Ele provoca tensão interior; são a duas facetas da personalidade em discórdia dentro do indivíduo.

A oposição:
este apresenta uma distância de cento e oitenta graus. Considerado um aspecto negativo, pois existe aqui a necessidade de se chegar ao meio-termo, de aliviar a tensão. Ele não cria uma grande frustração interior, mas quando conseguimos entender uma oposição podemos transformar esta energia em uma expressão mais positiva. Eu gosto de comparar a oposição a uma gangorra: podemos olhar os dois lados dela e desta forma eliminar o excesso do impulso, controlando as duas faces da personalidade.

Ely da Costa Varella