Facebook

quinta-feira, 10 de março de 2011

Março e a entrada de Urano no signo de Áries


Urano, planeta excitante, elétrico que quando foi descoberto, já surpreendeu o mundo em 1781. Encontrava-se no signo de Gêmeos derrubando a tese que o planeta Saturno seria o último.

Urano na Astrologia representa a libertação. Ele mostra o caminho da nossa individualidade. Urano leva o presente para o futuro.

Urano sempre rompe um padrão estabelecido, uma convenção para trazer a inovação. Ele expande a consciência; é como um raio de luz atravessando a escuridão.

Esse planeta só perturba, só destrói quando teimosamente não aceitamos que o velho deve dar passagem ao novo. Como disse Anna Ribeiro: “Urano nos mostra a necessidade de se fazer uma mudança e só aqueles que permanecerem rígidos é que sentirão a sua força destrutiva, enquanto que os que evoluírem e souberem alterar as situações, colherão benefícios”. Reformar sim, anarquisar não. Experimentar é importante, pois só assim pode-se avançar.

Áries um signo impulsivo, livre, rápido, guerreiro, ao se unir a Urano, já podemos ter uma idéia dos acontecimentos que nos esperam; rebeliões (Albânia, Egito) só para começar, porque outras virão. Haverá um aumento de movimentos separatistas, bem como conflitos e violência em todo planeta Terra.

Haverá mais ousadia por parte das pessoas. A paciência será zero. A não aceitação de limites por parte do ser humano pode levá-lo a atitudes arrogantes, ações perigosas. Será a época da busca da independência e liberdade. Lembrando que Urano ficará neste signo por sete anos.

Essas duas forças juntas de Urano e Áries são reformadoras, intensas, corajosas e pioneiras. É chegada a hora de falar aos quatro cantos do mundo; e para isso toda tecnologia a nossa disposição, não verá limites: internet, blogs, redes sociais, sites etc. Agora temos todos nós, o poder de mobilizar grandes acontecimentos por meio da expressão das idéias. Levantar a bandeira e propagar aquilo que se acredita.

Tudo que a sociedade hoje tem como “fora do padrão” terá cada vez mais voz ativa, pois afinal Urano traz a genialidade, a criatividade, tanto quanto a loucura e a aberração. Sexualmente pode ser inconvencional, livre, homossexual, bisexual, amoral, promíscuo, inafetivo, sádico, excitante, magnético, original, experimentalista. Tudo o que se refere a uma moral rígida deverá ser (e provavelmente será) revisto.

Na mitologia Urano é castrado por seu filho Cronos, ou Saturno, ou seja: até Urano tem limites. Para toda ação existe uma reação contrária como força igual ou maior à original. É um duelo de grandes. Logo, não é só propor a revolução, será preciso estar preparado para a guerra. Mas se houver motivação. Áries é um signo de fortes guerreiros.

Essa fase será propícia para as reformas nos relacionamentos, reformas morais, mudanças nas relações de trabalho, nas hierarquias de toda ordem, principalmente política.

Até 2016 tudo parecerá meio caótico, impulsivo, urgente, desorganizado, pirado. “Mas não se faz um omelete sem quebrar os ovos”.

A posição de Urano nos signos indica o comportamento de uma geração nascida no espaço de sete anos, apontando assim, um destino comum a um determinado grupo de pessoas. Esotericamente nos fala do comportamento da alma na presente encarnação, para conseguir a liberdade de expressão.

Urano em Áries
Esteve aí de 1927 a 1935 marcando um ciclo de pioneirismo. Mente livre, independente, audaciosa, coragem de inovar agressividade, mudar por mudar, excentricidade, destrutivo. Período em que se deu a germinação da ideologia nazista que levantou a Segunda Grande Guerra. Hitler com sua audaciosa ideologia em que uma raça era enaltecida frente às outras, típico de um momento Urano em Áries, mas em uma frequência destrutiva. Lindberg voou pela primeira vez através do Oceano Atlântico. Em 1929 a queda da Bolsa em Nova York gerando a grande depressão americana.

Urano em Touro
Esteve de 1934 a 1942 consolidando a era democrática nos Estados Unidos, com o New Deal, a legislação de segurança social para garantir uma maior segurança material aos cidadãos. Ainda nesta época Urano trouxe invenções práticas e úteis como o radar, o nylon, a caneta, a penicilina. Em touro verificamos mudanças econômicas, teimosia, interesses financeiros, novos conceitos amorosos, possibilidades de ganhar dinheiro inconvencionalmente ou com avanço tecnológico, revezes do dinheiro, mudanças repentinas após tensão.

Urano em Gêmeos
Esteve de 1942 a 1949  responsável pela primeira experiência de reação nuclear ocorrido na Universidade de Chicago em 1942. Originando a verdadeira guerra atômica. A bomba foi lançada em Hiroshima, e depois em Nagasaki. Foram inventados computadores, os discos long-plays, o transistor; tão importantes para comunicação. Pois em Gêmeos, encontramos a instabilidade, o invento, a maneira de falar aberta e inconvencional. Mente inovadora e excêntrica, desconsidera idéias dos outros. Comunicação moderna e avançada, versatilidade, nervosismo. Intuição, gênio ou louco.

Urano em Câncer
Esteve de 1948 a 1955 dando início a era da televisão que, em pouco tempo, revolucionou toda a vida doméstica, afetando principalmente as mulheres e crianças. Rainhas passaram a ser mais importantes do que os reis. A pílula de controle da natalidade tornou-se uma realidade. Pois o signo de Câncer protege de forma deferente e inconvencional, irresponsável ou instável emocional. Reviravolta doméstica. Contesta família, psiquismo. A pátria é o mundo. Problemas estomacais, irritação.

Urano em Leão
Esteve de 1955 a 1962 onde aconteceram diversas crises envolvendo lutas de poder: Suez, Índia e Paquistão, Revolução Hungara, guerra Arábia, Israel – 18 cabeças de Estado, autoridades, foram assassinadas ou exiladas, destronando a autoridade. O movimento beatnik, trazendo uma onda de rebelião na juventude, regida por Leão, o rock. Liberação sexual, incluindo homossexualismo e prostituição. Leão o signo da teimosia, o revolucionário, contesta o poder, patrão, pai. Artes cênicas, anarquia, licencioso, arrogante, mandão ou líder. Filhos em creches, o pai é a comunidade. Recusa a cooperar.

Urano em Virgem
Esteve de 1962 a 1969 onde se viu o Real colégio de Medicina da Inglaterra declarar o malefício do consumo de cigarro. Início da propaganda contra o fumo, relacionando com o câncer e as doenças do coração, através de estudos estatísticos, assim como o dano no aparelho respiratório equivalente à poluição de ar. Defesa da ecologia, o envenenamento das plantas e da água. A talidomida foi denunciada como causa de lesão nos nascimentos. Isso porque o signo de Virgem proclama o amor à terra. Ecologia. Responsável pelas alterações trabalhistas. Nervosismo, hipocondria, problemas de alimentação. Mudança de emprego e de aparência. Vestuário original. Modernizações de trabalho e saúde. Pílulas anti-concepcionais. Engenhosidade, tecnologia. Comida natural, tratamento alternativo, homeopatia, acunpuntura.

Urano em Libra
Esteve de 1968 a 1974 onde se verificou o aparecimento de diversas comunidades de jovens vivendo juntos; união livre e inconvencional. O papel masculino e feminino, no relacionamento, foi abolido, em que os direitos e deveres passaram a ser iguais. A moda teve uma mudança radical, oscilando, da mini, midi, maxi, às túnicas, ternos femininos, complementos coloridos para os homens. Ênfase no movimento feminino de libertação, lutando pela igualdade entre os sexos. Libra em conjunto a Urano responde pelas uniões livres, inconvencionais. Divórcio ou independência no casamento. Charme, apesar de um pouco esquisita. Dificuldades  matrimoniais, face excesso de liberdade e teimosia. Novas formas de psicologia, novos conceitos de justiça, irresponsabilidade nas uniões, novas formas de arte.

Urano em Escorpião
Esteve de 1891 a 1898 e novamente de 1974 a 1981. Na década de 1890 conheceram-se diversas invenções, a começar pelo automóvel e o sistema de propulsão de turbina a vapor, que permitiu a construção de grandes navios de passageiros, os transatlânticos, a abertura de força das cataratas do Niágara, a descoberta do Raios-X, podendo pesquisar o corpo humano com mais profundidade, a descoberta do elétron, da rádio-atividade dos compostos de uranuim. Unido a Escorpião, Urano traz emoções intensas, mas diferentes e transformadoras, novas formas de despertar sentimento, vingativo, cruel. Muda conceito sexual, de morte e de condições econômicas. Trustes. Participação de lucros coletivos. Suicídio, acidentes coletivos; ocultismo, outras dimensões.

Urano em Sagitário
Esteve de 1981 a 1988. Esteve também de 1897 a 1904, sendo dessa época que o Zepelin foi lançado ao ar, inovando uma forma de viajar, e o sistema de Metrô foi introduzido em Paris e depois em Nova York. A idade da aviação começa em 1903. A indústria automobilística desenvolveu-se, os taxis começaram a aparecer em Londres. Os primeiros livros sobre consciência cósmica e experiências religiosas, abrindo um campo de estudos mais elevados para a expansão de consciência. Esta combinação Urano, Sagitário, altera estudos universitários, inova contatos à distância e com estrangeiros, quebra fronteiras. Teorias originais, altera áreas de conhecimentos, códigos, leis, e religião. Rebeldia à lei. Conquista do espaço, intuição, telepatia, premonição. Livre pensamento, mudanças filosóficas. Aventureiro, longas viagens. Adota filosofia a religião de outras culturas.

Urano em Capricórnio
Esteve de 1904 a 1912 depois volta em 1988 a 1995. Alterou o sistema político, com as alianças secretas, militarismo, nacionalismo, imperialismo econômico. A sua entrada neste signo foi marcada com o Domingo Sangrento na Rússia do Czar Nicolau II, quando 200 mil trabalhadores oprimidos marcharam para o palácio de Inverno com suas reivindicações e foram mortos a tiros, em grande quantidade. Apareceu a escola de reflexologia de Pavlov, baseada no enfoque materialista e mecânico. Capricórnio unido a Urano traz o avanço profissional, científico e político ou rebeldia nessa área. Soluções de vida diferentes. Acaba formalidades, alterações de governo, de tradição, de posição social. Nova forma de governo ou de negócios. Desejo de suceder, forte ambição, avança técnicas ou transforma velhas idéias em novas.

Urano em Aquário
Esteve de 1912 a 1919 começando as revoluções no México, na China, na Rússia, nos Balcãs, a primeira Guerra Mundial. Desenvolvimento dos meios de comunicação, e as pessoas logo passaram, a saber, o que se passava no mundo. Avanços tecnológicos na aviação, eletrônica, telegrafia. A teoria da relatividade, de Einstein; o voto feminino na Europa. Renovação nas formas de arte e música, pintura moderna, jazz poesia concreta. Em 1996 vemos o humanitarismo, cooperativas, vida em comunidade, cooperação. Alteração nos sindicatos e na sociedade. Novas fronteiras secretas ou reaparecem outras. Invenções, modernização e progresso rápidos. Idealismo. Ruptura de grupos, amizades. Melhorar a humanidade. Amigável, direitos humanos. Provas científicas de espiritualidade, ocultismo e estudos alternativos, inclusive a Astrologia. Desenvolvimento científico, independência mental, mente intelectual, toma suas próprias decisões, não quer ser dirigido. Inovador. Descarta o antigo. Clarividência. A grande Fraternidade. Reforma social.

Urano em Peixes
Esteve em 1919 a 1927 dando início a proibição alcólica nos Estados Unidos e, consequentemente, eclodiu a clandestinidade e o contrabando. As atividades do submundo oculto foram incrementadas. O cinema desenvolveu-se. Avanço da psicologia, Jung desenvolveu o estudo dos sonhos, do inconsciente coletivo. Mahatma Gandhi lançou a campanha da resistência passiva e houve prisões em massa. Liga das Nações, que faliu, com seus pactos de não-agressão. Em 2003 volta novamente Urano em Peixes não preciso dizer o que estamos assistindo desde então. Instável. Ocultismo, psicologia, avanço religioso ou místico, loucura, idealismo impraticável, decepção com projetos e amigos, evita enfrentar o desagradável. Intuições através dos sonhos, meditações. Liberação do passado, luta espiritual. Puxem da memória os últimos acontecimentos desses sete anos. Avaliem por vocês mesmos. Qual mundo vocês querem recriar daqui pra frente?

Ely da Costa Varella
(texto baseado no livro de Anna Maria Ribeiro)

Fases da Lua

CURRENT MOON

Lua Fora de Curso

A Lua fora de Curso se dá quando ela transita por um signo e não faz mais nenhum aspecto (ângulo de zero, sessenta, noventa, cento e vinte e cento e oitenta graus) enquanto está naquele signo. É como se a Lua estivesse incomunicável. O fato de não fazer aspectos indica que aquele assunto não terá sustentação ou vai ocorrer de forma imprevisível.

Neste momento o bom é dar continuidade ao que já se conhece, que já está implantado. Você não vai perceber o efeito desta Lua em casa ou no trabalho fazendo suas atividades do dia-a-dia.

Sabe aquela meditação que nunca arranjamos tempo para fazer ou exercícios de relaxamento que na verdade nunca desligamos totalmente? E aquela massagem que sabemos que merecemos, mas nos falta tempo para nos permitir? Então, essa é a hora certa se praticar tais atividades introspectivas.

E o que não fazer no período desta Lua? Bem aqui vai uma pequena lista:

-Marcar vôos para viagens longas, se você tiver objetivos em outro país (sobretudo de longo prazo).

-Mudar-se de casa.

-Começar qualquer atividade que pretenda ter efeitos a longo prazo.

-Submeter-se a cirurgias.

-Realizar matrículas em cursos.

-Inaugurar empreendimentos (nada de estréia de peça de teatro, exposição, lançamento de livro, etc.)

-Marcar reuniões inaugurais importantes para este período.

-Ter o primeiro encontro para sair com alguém em quem você esteja interessado.

-Marcar consulta com um médico que você ainda não conhece

Tabela da Lua fora de curso para Outubro de 2016

Signo onde a Lua fora de curso está
Dia e horário de início da LFC
Dia e horário do final da LFC

  • 02h44 até 16h44 do dia 02, em Escorpião
  • 22h05 do dia 04 até 05h27 do dia 05, em Sagitário
  • 03h27 até 17h41 do dia 07, em Capricórnio
  • 13h52 do dia 09 até 03h34 do dia 10, em Aquário
  • 20h05 do dia 11 até 09h44 do dia 12, em Peixes
  • 04h14 até 12h09 do dia 14, em Áries
  • 02h24 até 13h05 do dia 16, em Touro
  • 12h47 do dia 17 até 12h31 do dia 18, em Gêmeos
  • 09h18 até 13h29 do dia 20, em Câncer
  • 17h15 até 17h35 do dia 22, em Leão
  • 10h22 do dia 24 até 01h17 do dia 25, em Virgem
  • 16h34 do dia 26 até 11h52 do dia 27, em Libra
  • 08h11 do dia 29 até 00h02 do dia 30, em Escorpião

Os horários correspondem ao horário de Brasília de 3 horas a menos em relação a Greenwich. Para outras localidades, é necessário somar ou subtrair horas, de acordo com o fuso horário.


"O horóscopo de nascimento só pode ser corretamente interpretado por homens e mulheres de sabedoria intuitiva; e destes há poucos" (Paramahansa Yogananda)

"Ainda que os planetas rejam os destinos terrestres, não deveria ser esquecido que Deus os controla. Entregando-nos a Ele, os efeitos planetários são suavizados e algumas vezes mudados. Quando a graça de Deus desce, os efeitos planetários são muito fracos" (primeiro filósofo da Índia: Satguru Keshavedas)



Os Aspectos

Os aspectos podem ser divididos em duas categorias: harmônicos e fluentes, ou dinâmicos e desafiadores, como bem os definiu Stephen Arroyo. Aqui apenas vou citar os principais:

Na primeira categoria, a dos aspectos harmônicos e fluentes estão algumas:

Conjunções
:

este aspecto tem uma distância de zero graus entre os planetas envolvidos. Sua influência positiva ou negativa, varia de acordo com os planetas envolvidos. É considerado o mais importante na astrologia, pois representa a junção de duas fortes energias.

O sêxtil:
a distância entre os planetas envolvidos é de sessenta graus. Considerado um aspecto fácil, pode nem sempre ser aproveitado pelo indivíduo. Ele é sempre uma saída para aliviar a tensão provocada por aspectos difíceis.

O trígono:
este mantém uma distância de cento e vinte graus entre os planetas envolvidos. É o mais fácil de todos os aspectos. Pode indicar um talento fácil de ser expressado. Porém ele pode provocar excessos que podem ser distorcidos devido à cooperação entre os planetas envolvidos.

Na segunda categoria, de aspectos dinâmicos e desafiadores, além de termos novamente algumas conjunções temos:


A quadratura:
este aspecto assinala noventa graus a distância entre os planetas. Este é o aspecto mais difícil, pois acaba trazendo sempre frustrações. Ele provoca tensão interior; são a duas facetas da personalidade em discórdia dentro do indivíduo.

A oposição:
este apresenta uma distância de cento e oitenta graus. Considerado um aspecto negativo, pois existe aqui a necessidade de se chegar ao meio-termo, de aliviar a tensão. Ele não cria uma grande frustração interior, mas quando conseguimos entender uma oposição podemos transformar esta energia em uma expressão mais positiva. Eu gosto de comparar a oposição a uma gangorra: podemos olhar os dois lados dela e desta forma eliminar o excesso do impulso, controlando as duas faces da personalidade.

Ely da Costa Varella