Facebook

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O Signo de Escorpião

Me reservo o direito de aqui me aprofundar nesse signo. Primeiro porque nasci sob essa matriz energética e segundo porque considero esse signo fantástico.

E por que fantástico? Porque ele pode transitar na luz e na sombra tirando sempre um grande aprendizado que o leva a mais um degrau em sua evolução.

Mas infelizmente nem toda a pessoa nascida nesse signo, tem a consciência dessa capacidade ficando geralmente presa ao “escorpião cobra” que nada mais é do que o lado negro do signo; de onde surgiu o medo das pessoas em relação a eles, pois fazem a associação: escorpião = vingança.

O Escorpião tem como regente o planeta Plutão; senhor da morte e da transformação. A função deste planeta é matar tudo aquilo que já não nos serve mais para dar espaço ao nascimento do novo. Ele encerra um ciclo e, por conseguinte outro ciclo automaticamente já está iniciando.

Plutão não deixa nada escondido. Sua força é trazer das entranhas toda a sombra para que possamos trabalhar com elas e deixar a luz iluminá-la. Sem essa regeneração não há evolução.

A morte assusta a todos. É sempre um assunto tabu, mal conduzido, mal conversado. O que já de antemão nos mostra a imaturidade em que a humanidade ainda vive. Posto que a morte não existe. O que existe é apenas e tão somente a transformação.

É a lagarta que rompe o seu casulo e se transforma em uma linda borboleta. É a máxima na oração de São Francisco de Assis: “...e é morrendo que se vive para vida eterna”.

Então o que o homem teme? Ele teme abrir mão de coisas, pessoas, situações, status, características da personalidade etc. Ele teme se desapegar, romper os grilhões, avançar. O homem se agarra como a uma tábua de salvação a tudo aquilo que já não serve mais para ele na vida. Por isso, muitas pessoas andam amarguradas, melancólicas, depressivas. Elas vivem o que as aprisiona.

A força do Escorpião faz com que não sejamos subjugados por nada externo a nós. É a alma que vive seu próprio combate: percorre as sombras, vasculha os escombros, vagueia pelo escuro tateando, estudando, se olhando, se digladiando, se rastejando no lodo, encarando o seu carma.

Vive a intensidade da dor da angústia do desespero sozinha, sabendo que a recompensa será à volta. Finalmente ela para. Exausta de tanto lutar para ela própria abrir mão das coisas.

Dando lugar a uma serenidade, porque ela reconhece que há algo maior dentro dela que não é a sombra, que não é o ego. Mas sim o Eu superior. E como uma virgem sua alma, seu ego se entregam ao Eu Superior, ao Cristo interno, a Energia Matriz, a Deus. E surge a Fênix renascida.

Mãos poderão tentar ajudá-la a subir, mas nenhuma mão externa será capaz de arrancá-la do fundo do poço. Apenas a sua própria mão a fará emergir e quando isso acontece, saibam que mais um “fantasma” foi eliminado de seu entorno. Ela dominou sua própria natureza inferior. Ela está novamente unidade ao Cosmo. De mãos dadas com a Luz.

Uma das melhores explicações sobre essa energia, eu li de Trigueirinho: “De Escorpião emana a supremacia sobre a degradação material a capacidade de sobrepujá-la. Simbolicamente, isso pode ser sintetizado nas palavras: “eu subsisto ao tempo”. Esse núcleo cósmico desperta na consciência humana a possibilidade de conhecer a vida na matéria incólume à sensibilidade. Quando as forças construtoras e destruidoras que se movem no interior da matéria estão entregues de modo incondicional a propósitos superiores, ela ganha nova vibração, um pulsar que a eleva além dos planos onde o envelhecimento limita a expressão do espírito. Essa é a uma lição que o Escorpião transmite, preparando etapas futuras do desenvolvimento na Terra...

O que chamamos de fórmula para conhecermos o trabalho de Escorpião, é substituir a luta e os esforços pela aspiração. Isto é um fórmula química, um princípio de conhecimento dessa energia para podermos estar nela bem conscientemente trabalhando com ela. Nesta fórmula, além de ir substituindo esse nosso estado de luta pela aspiração, de forma tranqüila e constante, inclui também mantermos uma firmeza no propósito de encontrarmos na mente a decisão e a força para nos dominarmos. Ou seja, dominarmos a nós mesmos...

Não lutar, pois esta energia lida com nosso subconsciente onde estão arquivados, ou instalados, todas as forças que geramos, inclusive as negativas, desde o princípio quando fomos criados. Não há veículo que agüente o ataque somente pelo veículo que usamos no presente, mas por todas nossas vidas...

Quando se trata de deixar a energia desse signo passar, agir e consentir, através da nossa aspiração e da nossa tranqüila posição, começando a mexer no nosso subconsciente isso pode acontecer de forma muito harmoniosa...

Há uma inteligência nessas energias astrológicas que não podemos alcançar. Mas podemos estar completamente abertos para isso e podemos ser campo para estas coisas trabalharem em nós se tivermos a aspiração e a mente bem claramente disposta a controlar aquilo que é entregue a seu controle...

Subjuga tua natureza interior, oferta-te em plena consciência, Àquele que te concedeu a Vida e deixa-te mergulhar no centro dessa Fonte inesgotável...

‘A única barreira que poderá haver entre nós e o que nos parece irreal e distante é nossa negação de tal realidade’”.

A principal característica desse signo é a entrega incondicional. Capazes de serem amigos fiéis, mas sem se furtarem a ser aquele amigo que cutuca a ferida fazendo com que o "outro" acorde. Quando plenamente conectados a Luz, perdoam, amparam, compreendem, amam. Porque são capazes de conhecer toda fragilidade humana justamente porque descem ao fundo do poço quantas vezes forem necessárias para evoluírem.

Lembrem a mesma quantidade de sombra que um ser carrega tem o mesmo potencial de luz. E o contrário também é verdadeiro. A mesma quantidade de luz que um ser carrega tem o mesmo potencial de sombra. O Escorpião sabe disso e não se furta a caminhar na Luz e na sombra, sabendo exatamente o que tem de fazer nesses dois universos.

Meus queridos não se furtem a olhar a sombra, porque aquele que não conhece a sua sombra jamais poderá conhecer a sua luz.

Feliz jornada escorpionina a todos. Se transformem, purguem, façam uma reforma íntima, afinal até 22 de novembro estaremos na força do sol em Escorpião.
Ely da Costa Varella


Fases da Lua

CURRENT MOON

Lua Fora de Curso

A Lua fora de Curso se dá quando ela transita por um signo e não faz mais nenhum aspecto (ângulo de zero, sessenta, noventa, cento e vinte e cento e oitenta graus) enquanto está naquele signo. É como se a Lua estivesse incomunicável. O fato de não fazer aspectos indica que aquele assunto não terá sustentação ou vai ocorrer de forma imprevisível.

Neste momento o bom é dar continuidade ao que já se conhece, que já está implantado. Você não vai perceber o efeito desta Lua em casa ou no trabalho fazendo suas atividades do dia-a-dia.

Sabe aquela meditação que nunca arranjamos tempo para fazer ou exercícios de relaxamento que na verdade nunca desligamos totalmente? E aquela massagem que sabemos que merecemos, mas nos falta tempo para nos permitir? Então, essa é a hora certa se praticar tais atividades introspectivas.

E o que não fazer no período desta Lua? Bem aqui vai uma pequena lista:

-Marcar vôos para viagens longas, se você tiver objetivos em outro país (sobretudo de longo prazo).

-Mudar-se de casa.

-Começar qualquer atividade que pretenda ter efeitos a longo prazo.

-Submeter-se a cirurgias.

-Realizar matrículas em cursos.

-Inaugurar empreendimentos (nada de estréia de peça de teatro, exposição, lançamento de livro, etc.)

-Marcar reuniões inaugurais importantes para este período.

-Ter o primeiro encontro para sair com alguém em quem você esteja interessado.

-Marcar consulta com um médico que você ainda não conhece

Tabela da Lua fora de curso para Outubro de 2016

Signo onde a Lua fora de curso está
Dia e horário de início da LFC
Dia e horário do final da LFC

  • 02h44 até 16h44 do dia 02, em Escorpião
  • 22h05 do dia 04 até 05h27 do dia 05, em Sagitário
  • 03h27 até 17h41 do dia 07, em Capricórnio
  • 13h52 do dia 09 até 03h34 do dia 10, em Aquário
  • 20h05 do dia 11 até 09h44 do dia 12, em Peixes
  • 04h14 até 12h09 do dia 14, em Áries
  • 02h24 até 13h05 do dia 16, em Touro
  • 12h47 do dia 17 até 12h31 do dia 18, em Gêmeos
  • 09h18 até 13h29 do dia 20, em Câncer
  • 17h15 até 17h35 do dia 22, em Leão
  • 10h22 do dia 24 até 01h17 do dia 25, em Virgem
  • 16h34 do dia 26 até 11h52 do dia 27, em Libra
  • 08h11 do dia 29 até 00h02 do dia 30, em Escorpião

Os horários correspondem ao horário de Brasília de 3 horas a menos em relação a Greenwich. Para outras localidades, é necessário somar ou subtrair horas, de acordo com o fuso horário.


"O horóscopo de nascimento só pode ser corretamente interpretado por homens e mulheres de sabedoria intuitiva; e destes há poucos" (Paramahansa Yogananda)

"Ainda que os planetas rejam os destinos terrestres, não deveria ser esquecido que Deus os controla. Entregando-nos a Ele, os efeitos planetários são suavizados e algumas vezes mudados. Quando a graça de Deus desce, os efeitos planetários são muito fracos" (primeiro filósofo da Índia: Satguru Keshavedas)



Os Aspectos

Os aspectos podem ser divididos em duas categorias: harmônicos e fluentes, ou dinâmicos e desafiadores, como bem os definiu Stephen Arroyo. Aqui apenas vou citar os principais:

Na primeira categoria, a dos aspectos harmônicos e fluentes estão algumas:

Conjunções
:

este aspecto tem uma distância de zero graus entre os planetas envolvidos. Sua influência positiva ou negativa, varia de acordo com os planetas envolvidos. É considerado o mais importante na astrologia, pois representa a junção de duas fortes energias.

O sêxtil:
a distância entre os planetas envolvidos é de sessenta graus. Considerado um aspecto fácil, pode nem sempre ser aproveitado pelo indivíduo. Ele é sempre uma saída para aliviar a tensão provocada por aspectos difíceis.

O trígono:
este mantém uma distância de cento e vinte graus entre os planetas envolvidos. É o mais fácil de todos os aspectos. Pode indicar um talento fácil de ser expressado. Porém ele pode provocar excessos que podem ser distorcidos devido à cooperação entre os planetas envolvidos.

Na segunda categoria, de aspectos dinâmicos e desafiadores, além de termos novamente algumas conjunções temos:


A quadratura:
este aspecto assinala noventa graus a distância entre os planetas. Este é o aspecto mais difícil, pois acaba trazendo sempre frustrações. Ele provoca tensão interior; são a duas facetas da personalidade em discórdia dentro do indivíduo.

A oposição:
este apresenta uma distância de cento e oitenta graus. Considerado um aspecto negativo, pois existe aqui a necessidade de se chegar ao meio-termo, de aliviar a tensão. Ele não cria uma grande frustração interior, mas quando conseguimos entender uma oposição podemos transformar esta energia em uma expressão mais positiva. Eu gosto de comparar a oposição a uma gangorra: podemos olhar os dois lados dela e desta forma eliminar o excesso do impulso, controlando as duas faces da personalidade.

Ely da Costa Varella