Facebook

sábado, 21 de dezembro de 2013

Alinhamento Planetário que Antecede esse Natal de 2013!



ATENÇÃO!!!!

O ALINHAMENTO PLANETÁRIO

Que estamos prestes a observar, sentir e participar acontecerá entre os dias 21 e 23 de Dezembro e terá seu ápice entre 11:16 hs e 11:26 hs da manha do dia 22/12.



Os planetas, a Lua e o Sol estarão alinhados com Alcyone, a estrela maior, um sol de grandeza enorme no centro da nossa galáxia, a Via Láctea. Astrologicamente marca um momento especial por tratar-se de um evento que ocorre a cada 26 mil anos, E o nosso planeta entrará em um novo ciclo, ciclo de luz.



A cada 13.000 anos esse ciclo muda, já passamos pelo ciclo de escuridão e agora chegou o momento para externarmos o melhor que há em nossas almas, além de estarmos já na nova era de Aquário, sem dúvida estes eventos vão se fazer sentir dentro de cada um de nós.



Aqui na terra também estaremos, cada um de nós, fazendo nosso alinhamento pessoal. PENSAMENTOS, SENTIMENTOS E AÇÕES devem estar em SINTONIA para que passemos por esse momento de forma HARMONIOSA.



Vibremos PAZ, AMOR E LUZ!! As energias planetárias se organizam especialmente, nos levando a viver um momento cósmico onde uma extraordinária oportunidade estará disponível, para que muitos possam passar por uma iluminação e passar a vibrar na Quarta e Quinta dimensão.



É esperado que milhões de almas se beneficiem desta oportunidade espiritual única. Portanto gente, vamos vibrar PAZ, AMOR E LUZ!, para que possamos dar esse imenso passo à frente em nossa caminhada espiritual!!!



Que todos ascendamos juntos!!! sintam-se a vontade para compartilhar!!!

Por: Marcelo Nofri

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Tendência ao Adultério na Astrologia


Os relacionamentos estão cada vez mais complicados? Será mesmo? Tanto os homens quanto as mulheres reclamam dos desencontros. As mulheres dizem que os homens não querem um relacionamento sério, o que sempre me faz pensar: mas afinal o que isso quer dizer?

Relacionamento sério? Relacionamento é relacionamento. Não existe o sério e o não sério. Quando entramos na vida de outra pessoa ou permitimos que outra pessoa entre em nossas vidas haverá sempre um aprendizado. E todo aprendizado é verdadeiro e rico mesmo que primeiramente possa trazer sofrimento.

Mas o ser humano passou a rotular as relações de acordo com a duração delas. Por exemplo: os casamentos que não sofrem separação – deram certo. Os divórcios e separações representam os casamentos que fracassaram. Uma completa tolice.
Relação é relação e todas são fundamentais em nossas vidas. O happy end faz parte de uma crença limitante vinda através da sociedade, igreja, família, etc.
Não importa o formato da relação. Importa antes, de mais nada, como ela é vivenciada e o que traz para a pessoa. Você tem parceiro casual? Tem um namorado? Tem um namorido? Tem um marido? Tem um amigo colorido? Ele te traz felicidade nas horas que estão juntos? Pronto – aproveita. Porque está cheio dos chamados casamentos que deram certo onde há o mau trato sofrido por parte de um dos cônjuges. A maioria dos casamentos tem um comprometimento falso. Muitos ficam casados porque tem medo de ficar sozinho. Muitos ficam para preservar os bens do casal etc, etc.
Ser feliz não depende do outro mas sim de nós mesmos. Então não se preocupe se sua relação é séria. Se preocupe se sua relação tem espaço para você exercer a plenitude do seu ser. E dentro disso a relação não é “séria”, mas sim bem divertida e alegre.
Quando as ditas relações sérias são apenas de fachada entra sempre uma terceira pessoa. Outro drama se forma: ah! Fui traída (o). 
O adultério acontece também por várias razões. Mas o fato simples é que o homem é de natureza bigma e a mulher não. Desde os primórdios ele tem de inseminar a maior parte das fêmeas para perpetuar a espécie. Outra forma de olhar o assunto: a vontade sexual no homem é visual e não está vinculada ao sentimento de amor. E a da mulher ainda está vincula as duas coisas: amor e prazer sexual.
Mas os tempos estão mudando e ambos os sexos hoje se permitem viver a sexualidade de modo mais livre. Se bem que ainda tudo infelizmente se mantém no campo do: feio, pecado, não pode, certo/errado, etc.
Para a Astrologia aqueles que estão mais vulneráveis à tentação de trair o parceiro (a) trazem em seu Mapa de Nascimento uma estrutura afetiva ambígua ou contraditória. Verificamos a presença das oposições ou quadraturas entre Vênus e Netuno e entre Vênus e Júpiter. Há também a incidência entre a oposição Lua/Vênus.
A posição angular de Vênus com o Ascendente ou o Descendente super dimensiona o afeto, podendo o nativo com esta posição ter mais ímpeto de distribuir o amor. Ainda podemos citar a posição de Vênus e do Sol no signo de Gêmeos tanto nos mapas de homens quanto no de mulheres.
Com menos intensidade encontramos as pessoas do signo de Escorpião, Sagitário, Aquário ou Peixes. Aqui na verdade o que pode mover essas pessoas ao adultério é na verdade a vulnerabilidade às tentações.
E como bem ensinou Catherine Aubier é preciso distinguir entre a infidelidade crônica e o adultério acidental ou excepcional. Nesse caso, é inútil pesquisar no Tema uma tendência ao adultério: trata-se antes de um trânsito que vem perturbar a vivência afetiva. Esse trânsito pode ser uma passagem de Urano em aspecto com Vênus entre outros.
O melhor mesmo é fazer uma consulta assim você saberá exatamente que tipo de relação te faz feliz. Lembre-se a vida passa rápido, então não deixe de ser feliz hoje.

Ely da Costa Varella

sábado, 30 de novembro de 2013

O Hyleg e o Alcocoden



Pelas minhas andanças na internet achei esse site. Para os estudiosos de Astrologia vale a pena a leitura. Esse tema em especial me fez voltar ao meu tempo de estudante sobre o assunto e a lembrança de ficar impressionada com a possibilidade de descobrir a data do desencarne. Claro para uma nativa do signo de Escorpião é pertinente. Eu aprendi com a nomenclatura de Hyleg e Anareta.

Prática dos tempos antigos hoje abandonada graças a Deus, porque o saber do desencarne não nos ajuda em nada. Pelo contrário. A nossa evolução espiritual só ocorre quando nossas atitudes forem espontâneas de acordo com a nossa verdade.

Àqueles que quiserem se aprofundar no assunto tem o link da matéria no final do texto.

“É possível que métodos medievais que visam determinar a expectativa de vida de um indivíduo através do seu mapa natal tenham ainda aplicação no mundo moderno?

Vivemos uma era de novas conquistas tecnológicas alcançadas a cada dia. Os avanços na área da biotecnologia, nos métodos de diagnóstico e de tratamento na medicina moderna nos surpreendem a todo momento. Sob este pano de fundo até onde os métodos medievais de identificação do Hyleg e do Alcocoden continuam válidos?

Na época medieval os astrólogos, geralmente a serviço de monarcas, de nobres e da aristocracia, eram frequentemente também médicos, habituados a conviver com a vida, as doenças e a morte. Iniciavam a leitura do mapa de um recém nascido pela avaliação da sua viabilidade física e longevidade. Era extremamente importante saber se o recém nascido, frequentemente o herdeiro do trono ou de um nobre, seria saudável, se a sua vida seria longa e produtiva trazendo prosperidade ao reino ou se, ao contrário, morreria na infância ou teria uma vida curta e atribulada.

Para isso contavam com um arsenal de regras, que eram aplicadas metódica e sequencialmente, para verificar se aquele nativo atingiria a idade adulta ultrapassando, após o nascimento, as etapas compreendidas pelo período de amamentação, infância e adolescência. Tais regras classificariam os mapas como pertencendo a uma das quatro “Differentia”. Com a identificação do Hyleg e do Alcocoden no mapa natal, o nativo era considerado como pertencendo à 4ª “Differentia” significando que atingiria a idade adulta.

O Hyleg é o planeta ou ponto no Zodíaco que vai indicar a força vital do indivíduo, é habitualmente chamado de doador da vida. O Alcocoden é o planeta que tendo dignidades no local onde se encontra o Hyleg, e fazendo aspecto com ele [1], determinará os anos de vida do nativo.

Uma rápida revisão na literatura medieval sobre o assunto revela-nos um emaranhado de regras, muitas vezes conflituosas, e uma diversidade de opiniões entre autores sobre como identificarmos o Hyleg e o Alcocoden e como aplicar os cálculos correctos para obtermos os anos de vida dados pelo Alcocoden.

É de salientar que a aplicação dos métodos e regras de forma mecânica pode e frequentemente induz a erros, pois é necessário uma avaliação rigorosa dos candidatos a Hyleg e Alcocoden e das dignidades e debilidades que cada planeta possui nos mapas de estudo.

Os locais onde o Hyleg deve ser pesquisado, por ordem de prioridade, são: a casa dez, o Ascendente, desde 5 graus acima até 25 graus abaixo do horizonte, a casa onze, a casa nove e a casa sete.

Os candidatos a Hyleg são: Sol, Lua, Ascendente, a Roda da Fortuna bem como os seus regentes.

O planeta que faz aspecto com o Hyleg, e que tem mais dignidades no grau do Hyleg será o Alcocoden, aquele que vai indicar, por sua posição e aspectos, a expectativa de vida de um indivíduo. É necessário que exista o Hyleg para que se identifique o Alcocoden.
Na escolha do Alcocoden podemo-nos deparar com mais de um planeta que obedeça aos critérios de estar em aspecto com o Hyleg e ter dignidades no local do Hyleg. Nestes casos, devemos observar algumas orientações gerais sobre a escolha a ser feita. Preferir o planeta que: tiver mais dignidades no local do Hyleg, estiver em casa angular ou sucedente, estiver mais próximo da cúspide da casa angular ou sucedente, estiver mais dignificado no seu próprio grau, estiver mais próximo do Sol sem estar combusto, estiver oriental, estiver em aspecto exato ao Hyleg”.



Ely da Costa Varella

terça-feira, 6 de agosto de 2013

A Personalidade de Cada Signo Ascendente na Velhice



Meus leitores já sabem que eu gosto de quando em quando trazer o ponto de vista de outros profissionais da área. Estudar é minha vida então nada mais justo do que sempre compartilhar aquilo que acho pertinente e interessante.

Este texto irá falar sobre a nossa postura na velhice de acordo com cada signo Ascendente. Extraído do livro: Astrologia em Linguagem Moderna do Richard B. Vaughan. Para o autor abordar o signo Ascendente se deve ao fato que nos anos da maturidade, parece mais importante satisfazer as necessidades da concepção da personalidade (signo ascendente) do que satisfazer o impulso do ego (signo solar). É provável que isso ocorra porque o nosso ego enfraquece com a idade, mas as nossas necessidades corporais continuam até a morte.

Ascendente em Áries

Necessita de Ação

Para essas pessoas é essencial manter-se tão fisicamente ativas quanto possível. Os arianos precisam manter seus cinco sentidos alertas e ativos, ou perderão seu senso de decisão. Para eles, seria extremamente difícil sofrer um enfraquecimento físico que lhes diminuísse as energias natais. Quando perderem seu sentido de prosseguir com empenho, estarão prestes a desistir.

Ascendente em Touro

Necessita de Felicidade

Os confortos da vida percorrem um longo caminho para fazer os taurinos se sentirem felizes. Com efeito, eles podem disfarçar muitas deficiências em seu passado. Em geral, o dinheiro está bastante relacionado com os confortos e, portanto, ele também é importante. Visto que os tipos taurinos continuamente acumulam o que Vênus produz, o que eles necessitam, via de regra, é de contar suas bênçãos, que podem ser maiores do que eles percebem.

Ascendente em Gêmeos

Necessita comunicar-se

Normalmente, a comunicação envolve a transmissão e a recepção. Mas, no caso desse nativo (especialmente na velhice), eles não precisam, na verdade, de muito entendimento por parte de um público. Precisam apenas de alguém com quem falar. A maior delicadeza para os geminianos é colocá-los perto de outras pessoas com as quais possam tagarelar à vontade, quer os outros prestem atenção ou não. Esse exercício mental é tão necessário aos geminianos quanto o alimento e a água.

Ascendente em Câncer

Necessita de ser desejado

Isso pode ser impossível de satisfazer na velhice, porque os cancerianos se apegam a certas pessoas com devoção duradoura e, quando esses objetos queridos se vão, eles ficam propensos a desistir e a definhar. Se for de todo possível, as pessoas idosas de câncer devem ser mantidas no lar, ao redor das pessoas que amam e estimam, até mesmo se essas pessoas não fizeram mais parte ativa do círculo familiar. Para os cancerianos, casas de repouso são estranhas e amedrontadoras.

Ascendente em Leão

Necessita de Respeito

Já que normalmente é preciso mérito para se conseguir respeito, muitas vezes os leoninos recorrem à falsificação para obter o respeito que seu ego exige. Isso às vezes é mais fácil de obter de estranhos do que de velhos amigos, se o leonino não for exatamente tudo o que alega ser. Os leoninos facilmente enternecem estranhos, principalmente quando os laços familiares não são o que eles desejam. E, de modo geral, esses laços não são o que os leoninos desejam.

Ascendente em Virgem

Necessita Servir

Embora seja bonito sermos apreciados pelo que fazemos pelos outros, o virginiano está tão seguro de que sua contribuição é a coisa certa que, com frequência, é suficiente dar-lhe uma tarefa que seja útil e construtiva. Quanto mais detalhada for, melhor. O virginiano é outro tipo que deve ser mantido no círculo familiar, ao invés de ser isolado numa casa de repouso, onde há poucas possibilidades de que lhe confiem um trabalho extraordinário.

Ascendente em Libra

Necessita de Beleza

Para esses nativos o alento vital é estar rodeado de coisas bonitas (inclusive eles mesmos). Eles simplesmente não podem suportar ambientes melancólicos, desmazelados e deprimentes. Preferirão morrer. Às vezes, quando não há nada em que os librianos possam trabalhar, eles podem ser mantidos felizes apenas tentando embelezar e enfeitar-se a si mesmos. Como a beleza custa caro, os librianos são mais dispendiosos de manter do que pessoas de outros signos. Eles podem se satisfazer igualmente com seu velho lar ou com um novo, durante o tempo em que acharem atraente.

Ascendente em Escorpião

Necessita continuar Satisfazendo sua Curiosidade

A personalidade do escorpião é naturalmente reservada e misteriosa; ele pode, portanto ser deixado sozinho e ainda encontrar muito que absorva os seus pensamentos e interesses. Esse tipo se adapta melhor à velhice do que qualquer outro signo. Os escorpianos podem ser excelentes ouvintes. Desde que enfrentaram muitas vezes a morte na imaginação, não a receia.

Ascendente em Sagitário

Necessita continuar a Sentir o Progresso

O tipo sagitariano habitualmente acha fácil adaptar-se à velhice. Seu entusiasmo natural e suas atitudes otimistas fecham seus olhos às deficiências materiais e reagem positivamente a qualquer raio de Sol. Eles simplesmente ignoram o que não corresponde ao seu esquema das coisas.

Ascendente em Capricórnio

Necessita continuar a Ampliar a sua Posição

Os capricornianos se ajustam à velhice de forma graciosa, pois nasceram velhos de espírito. Mesmo que não tenham conseguido obter tanto quanto esperavam, gostam de continuar tentando até o fim. Habitualmente, mantêm-se ativos; portanto, é melhor deixá-los decidirem os assuntos por si mesmos – eles o farão, seja como for.

 Ascendente em Aquário
 
Necessita continuar a Perseguir a sua Liberdade de Opinião

Na velhice, os aquarianos podem causar desgosto considerável às suas famílias, porque tendem a degenerar mental ou emocionalmente, mas não fisicamente. De fato, os seus corpos, ao serem aliviados de tensões que antes eram impostas por sua mente e suas emoções, parecem ficar mais fortes do que antes. São capazes de tornar-se excêntricos.  o que na verdade é um estado exacerbado de seu eu real (que a conformidade manteve oculto). A velhice parece liberar isso. Algumas vezes eles têm de ser enclausurados e cuidados, mas são mais felizes do que supomos.

Ascendente em Peixes

Necessita continuar a Buscar Respostas Interiores

Como os escorpianos, os piscianos estão mais preparados para a morte do que as pessoas dos outros signos. Eles se detêm com tanta naturalidade no subconsciente que não sentem nada de estranho em ser deixados sozinhos ou isolados. Na verdade, podem preferir que seja assim. Quanto a apoiar-se nos outros, eles são independentes e auto-suficientes. Desejam seguir os ditames de sua “voz interior” sem interrupção.

Fases da Lua

CURRENT MOON

Lua Fora de Curso

A Lua fora de Curso se dá quando ela transita por um signo e não faz mais nenhum aspecto (ângulo de zero, sessenta, noventa, cento e vinte e cento e oitenta graus) enquanto está naquele signo. É como se a Lua estivesse incomunicável. O fato de não fazer aspectos indica que aquele assunto não terá sustentação ou vai ocorrer de forma imprevisível.

Neste momento o bom é dar continuidade ao que já se conhece, que já está implantado. Você não vai perceber o efeito desta Lua em casa ou no trabalho fazendo suas atividades do dia-a-dia.

Sabe aquela meditação que nunca arranjamos tempo para fazer ou exercícios de relaxamento que na verdade nunca desligamos totalmente? E aquela massagem que sabemos que merecemos, mas nos falta tempo para nos permitir? Então, essa é a hora certa se praticar tais atividades introspectivas.

E o que não fazer no período desta Lua? Bem aqui vai uma pequena lista:

-Marcar vôos para viagens longas, se você tiver objetivos em outro país (sobretudo de longo prazo).

-Mudar-se de casa.

-Começar qualquer atividade que pretenda ter efeitos a longo prazo.

-Submeter-se a cirurgias.

-Realizar matrículas em cursos.

-Inaugurar empreendimentos (nada de estréia de peça de teatro, exposição, lançamento de livro, etc.)

-Marcar reuniões inaugurais importantes para este período.

-Ter o primeiro encontro para sair com alguém em quem você esteja interessado.

-Marcar consulta com um médico que você ainda não conhece

Tabela da Lua fora de curso para Outubro de 2016

Signo onde a Lua fora de curso está
Dia e horário de início da LFC
Dia e horário do final da LFC

  • 02h44 até 16h44 do dia 02, em Escorpião
  • 22h05 do dia 04 até 05h27 do dia 05, em Sagitário
  • 03h27 até 17h41 do dia 07, em Capricórnio
  • 13h52 do dia 09 até 03h34 do dia 10, em Aquário
  • 20h05 do dia 11 até 09h44 do dia 12, em Peixes
  • 04h14 até 12h09 do dia 14, em Áries
  • 02h24 até 13h05 do dia 16, em Touro
  • 12h47 do dia 17 até 12h31 do dia 18, em Gêmeos
  • 09h18 até 13h29 do dia 20, em Câncer
  • 17h15 até 17h35 do dia 22, em Leão
  • 10h22 do dia 24 até 01h17 do dia 25, em Virgem
  • 16h34 do dia 26 até 11h52 do dia 27, em Libra
  • 08h11 do dia 29 até 00h02 do dia 30, em Escorpião

Os horários correspondem ao horário de Brasília de 3 horas a menos em relação a Greenwich. Para outras localidades, é necessário somar ou subtrair horas, de acordo com o fuso horário.


"O horóscopo de nascimento só pode ser corretamente interpretado por homens e mulheres de sabedoria intuitiva; e destes há poucos" (Paramahansa Yogananda)

"Ainda que os planetas rejam os destinos terrestres, não deveria ser esquecido que Deus os controla. Entregando-nos a Ele, os efeitos planetários são suavizados e algumas vezes mudados. Quando a graça de Deus desce, os efeitos planetários são muito fracos" (primeiro filósofo da Índia: Satguru Keshavedas)



Os Aspectos

Os aspectos podem ser divididos em duas categorias: harmônicos e fluentes, ou dinâmicos e desafiadores, como bem os definiu Stephen Arroyo. Aqui apenas vou citar os principais:

Na primeira categoria, a dos aspectos harmônicos e fluentes estão algumas:

Conjunções
:

este aspecto tem uma distância de zero graus entre os planetas envolvidos. Sua influência positiva ou negativa, varia de acordo com os planetas envolvidos. É considerado o mais importante na astrologia, pois representa a junção de duas fortes energias.

O sêxtil:
a distância entre os planetas envolvidos é de sessenta graus. Considerado um aspecto fácil, pode nem sempre ser aproveitado pelo indivíduo. Ele é sempre uma saída para aliviar a tensão provocada por aspectos difíceis.

O trígono:
este mantém uma distância de cento e vinte graus entre os planetas envolvidos. É o mais fácil de todos os aspectos. Pode indicar um talento fácil de ser expressado. Porém ele pode provocar excessos que podem ser distorcidos devido à cooperação entre os planetas envolvidos.

Na segunda categoria, de aspectos dinâmicos e desafiadores, além de termos novamente algumas conjunções temos:


A quadratura:
este aspecto assinala noventa graus a distância entre os planetas. Este é o aspecto mais difícil, pois acaba trazendo sempre frustrações. Ele provoca tensão interior; são a duas facetas da personalidade em discórdia dentro do indivíduo.

A oposição:
este apresenta uma distância de cento e oitenta graus. Considerado um aspecto negativo, pois existe aqui a necessidade de se chegar ao meio-termo, de aliviar a tensão. Ele não cria uma grande frustração interior, mas quando conseguimos entender uma oposição podemos transformar esta energia em uma expressão mais positiva. Eu gosto de comparar a oposição a uma gangorra: podemos olhar os dois lados dela e desta forma eliminar o excesso do impulso, controlando as duas faces da personalidade.

Ely da Costa Varella